domingo, dezembro 19, 2004

A queda da ficha

Não sei se era só comigo, mas até ontem à noite eu tinha essa estranha idéia de que a minha cabeça continua hoje exatamente como era aos 15 anos (só com um pouquinho mais de conhecimento acumulado). Eis que, no banheiro do hotel onde fui ao aniversário de 15 anos da fofa da filha de um grande casal de amigos, presencio a seguinte conversa:

– Aaaaaiiiiiii! Será que ele vai falar comigo de novo?
– Ah! Acho que sim... Guria, eu não devia ter comido aquela torta!
– Por quê? Muito doce?
– Não! Encheu meu aparelho de coisinhas, e eu não consigo tirar! – Ela sorri para si mesma no espelho e fica esfregando a língua no aparelho.
– Bá! Eu tô morrendo de dor na boca.
– De tanto beijar?
– Não. O puto do dentista apertou muito meu aparelho ontem.

Olho pra Cássia do espelho e me dou conta de que ela está com 30 anos e que faz pelo menos 15 que não tem uma conversa dessas num banheiro. Com o tipo de preocupação que hoje eu resolvo sem sequer pensar. E percebo que elas devem estar me enxergando ali com os mesmos olhos com que eu via aquelas "tias" que iam aos aniversários das minhas amigas.

Anyway, antes das 2h eu fui embora, podre, e elas ainda estavam a mil.

0 Falaram:

Postar um comentário

Link

Criar um link

<< Volta