quarta-feira, janeiro 11, 2006

Tá bom, eu admito

Eu vi um pedaço do Big Brother ontem. Mas senti vergonha de mim mesma o tempo todo.

Aliás, se proibirem as criaturas de gritarem "urrú", as falas caem pela metade, nénão?

7 Falaram:

At 11/1/06 16:37, Anonymous Lafayette said...

Tá bom, eu não vi, mas confesso também: fiquei com vontade de ver. Mas, resisti :-):-)

 
At 11/1/06 17:49, Anonymous Denise said...

Cássia, ver...tudo bem! Pior é trabalhar! Conheço gente boa pra caramba que tem que trabalhar nos realities porque o desemprego, minha amiga, é grande! Bjs

 
At 11/1/06 19:56, Blogger Cássia said...

Mas quem tá trabalhando pelo menos tá ganhando pra isso ;-)

 
At 11/1/06 22:16, Blogger Corujinha said...

HAHAHAHAHAHA!!!!! Acontece, acontece... não te preocupa! Eu tava aqui na redação, mas longe das TVs... coisa q irrita essa gente gritando uhuuuuuu o tempo todo!!! Não vi o BBB, mas ouvi o maldito gritinho o tempo todo!

 
At 12/1/06 14:21, Blogger Fernanda Souza said...

Eu perdi o primeiro dia que acho o mais importante! Apesar de chateada tmb achei bom para ir me livrando desse vício fútil! Principalmente assistindo em casa sem ter com quem comentar e falar mal daquelas louras burras!

 
At 13/1/06 17:03, Blogger Déia said...

HAHAHA, Fábio tava comentando exatamente isso anteontem: deveria ter uma prova em q eles fossem obrigados a passar uma semana sem falar "urrú". Falou, cai fora. Ou perde um membro do corpo. Ou sofre lobotomia. Vamos sugerir ao Bial? ;)

 
At 13/1/06 22:58, Anonymous Joelma said...

Pior são aqueles gritos de guerra toscos: "é big, é big, é big big brother". Céus!
Também vi no primeiro dia, mas 77 me proibiu de ver o resto da semana. Vou agradecer muito ao meu companheiro se eu conseguir ficar livre "desse vício fútil" como disse a Fernanda.

 

Postar um comentário

Link

Criar um link

<< Volta